Grupos anti-máscara no Facebook (Reprodução/The Verge)

Facebook remove grupo anti-máscara por conta de desinformação | Internet

O Facebook decidiu remover um grupo anti-máscara devido a desinformação sobre a pandemia do novo coronavírus. O chamado “Unmasking America” contava com cerca de 9.600 participantes e reunia teorias da conspiração sobre a COVID-19 disseminadas por pessoas contrárias ao uso de equipamentos de proteção recomendados por órgãos de saúde.

Entre as falsas alegações, estavam as de que máscaras impedem a passagem de oxigênio e afetam negativamente o estado psicológico de quem as usa. Uma publicação compartilhada no grupo removido pela rede social afirmava que a máscara é “uma âncora psicológica para supressão, escravização e obediência cognitiva”.

Alguns participantes do grupo publicaram fotos de máscaras com a estampa de “Make America Great Again”, slogan usado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. No entanto, o republicano, que evitava usar máscara em público, afirmou na segunda-feira (21) que o uso da proteção é um ato “patriótico”.

O “Unmasking America” pode não ser o único grupo removido por fake news ligadas à pandemia. “Temos políticas claras contra a promoção de desinformação prejudicial sobre a COVID-19 e removemos esse grupo enquanto analisamos os outros”, afirmou o Facebook ao The Verge. Entre os demais grupos, estavam “Million Unmasked March” e “Usmaking Fear”, que também alegavam sem qualquer evidência que o uso de máscaras é prejudicial à saúde.

Esta não é a primeira medida adotada pelo Facebook para combater desinformação em meio à pandemia. A plataforma já removeu publicações que culpavam o 5G pela COVID-19 e passou a alertar usuários que interagiram com fake news sobre a doença. A empresa também indicou em relatório que, apenas no mês de abril, 50 milhões de publicações foram removidas por conterem informações falsas.

Son Güncelleme: 5 Haziran 2020